::: O Que Ninguém Te Conta Sobre Estudar Fora! :::

salao-do-estudante-sao-paulo-sp-estudar-fora-intercambio-capa-va-de-cultura

Estudar fora é mesmo uma idéia maravilhosa! Nós sabemos bem disso! É inesquecível, é transformador, uma experiência que vai definitivamente marcar a sua vida! Quando você falar que vai estudar fora todo mundo vai te incentivar e falar sobre tudo de maravilhoso que aconteceu na vida deles quando fizeram o mesmo. E eles estão certos sim, mas não devemos negligenciar as coisas menos maravilhosas…E não para assustar você, mas para sermos realistas e assim podermos nos preparar bem para as situações. Se a gente já vai preparado para certas coisas, elas vão passar fácil e a sua experiência será ainda melhor! Nem tudo é um mar de rosas, então vamos navegar suavemente por essas coisas que não são tão super legais pra chegarmos do outro lado! São essas as 6 coisas que ninguém te diz sobre estudar fora.

1. O Pânico da Primeira Noite:

A jornada para sua nova casa, seu lar temporário, é muito bacana, cheia de ansiedades positivas, e é realmente muito importante quando você conhece todo mundo que vai morar com você (seja host family, ou mesmo seus roommates). De qualquer forma, uma vez que você desfaz as malas, bate aquele pânico. Você não consegue parar de pensar “Por que eu fiz isso mesmo?”

A sensação de “casa” vai ficar bem longe de você nos primeiros dias vivendo em um lugar que não é familiar. Se você estiver se sentindo com medo, deslocado, tente sair para conhecer pessoas novas. Isso tudo pode ser muito assustador pra começar, mas lembre a si mesmo que muitos e muitos outros estudantes estrangeiros estão provavelmente passando pela exata mesma coisa. Se você quiser conhecer outros estudantes, tente frequentar os cafés e bibliotecas dentro da escola ou nos arredores.

2. Ficar Confuso Com a Nova Moeda:

Quem imaginaria que uma moeda estrangeira poderia ser tão confusa? Demora às vezes semanas para pegar o ritmo – você ficará um tempão segurando e criando longas filas atrás de você, com dinheiro na mão tentando resolver suas compras. Se você já está passando por esse tipo de situação ou pretende evitá-la, existem muitos apps que fazem esse trabalho para você de deixar a conversão mais inteligível. Isso vai te ajudar a saber o preço das coisas não importa onde esteja.

3. As Dificuldades das Barreiras Linguísticas:

E você pensando que já estava craque no idioma que precisa usar no país escolhido, mas chegando se verá regularmente em situações, em cenários onde a comunicação ficará truncada. Especialmente nos dias que estiverem mais difíceis para você, daqueles que você acha que ninguém te entende, sabe? Nesses dias vai parecer MESMO que ninguém te entende, apesar de você já estar acostumado a estranharem o seu sotaque.

Se você está frustrado com a barreira da linguagem, lembre que falhas de comunicação te ensinam coisas novas, com o tempo tudo se torna natural. Se você quiser aprender rápido, considere fazer mais aulas ou peça para as pessoas (nativos) que moram ou convivem com você te ensinarem mais frases e termos coloquiais e até gírias.

4. Sentir Saudades de Coisas Estranhas:

Você já esperava sentir saudades dos seus amigos e família, mas talvez não do seu removedor de maquiagem. Vários produtos que você costuma e ama usar não são vendidos em outros países, o que pode te deixar com saudades das suas marcas favoritas e até das bobagens que come. Muitas vezes vão ser até itens que você não achava que gostava tanto. Seus amigos novos vão até te apresentar alternativas, mas elas não se comparam com aqueles essenciais da sua vida que você conhece e ama.

Na próxima vez que tiver acesso às coisas de casa (alguém vindo de lá, ou mesmo por correio, ou quando encontrar uma loja brasileira – caso exista alguma na área), faça um estoque dos seus favoritos que não podem ser comprados com facilidade no exterior. Você também pode comprar alguns produtos online. Ninguém deveria passar sem seus produtinhos essenciais da vida!

5. Respondendo repetidamente as mesmas perguntas:

Toda vez que você conhecer alguém, você vai passar pelo mesmo questionário, pelo mesmo movimento. Todos vão fazer as mesmas perguntas sobre o lugar de onde você vem, e frequentemente jogar em cima de você alguns mitos loucos do tipo “Tem jacaré na rua lá no Brasil?”

Se isso está começando a te incomodar, considere que tem vantagens nessas conversas. As pessoas estão genuinamente interessadas no assunto, e você vai se sentir mais confiante porque você sabe do que está falando. Use a oportunidade para contar para estranhos sobre detalhes menos conhecidos, porém maravilhosos do seu país!

Add Comment

Deixe uma resposta