5 dicas para seu intercâmbio na Nova Zelândia!

Afim de fazer seu intercambio na Nova Zelândia mas não sabe por onde começar o planejamento? Neste post vamos te dar 5 dicas essenciais para se planejar, que vão te ajudar a desfrutar da melhor forma possível seu intercâmbio na Nova Zelândia.

5 dicas para seu intercâmbio na Nova Zelândia!

1 – Defina quanto tempo vai estudar na Nova Zelândia.

O tempo que você vai ficar na Nova Zelândia impactada diretamente no visto que você vai precisar para ficar no país. Até 12 semanas você pode usar um visto de turismo – que não te da direito a trabalho e exige que você tenha NZ$1000 para cada mês de estadia. Por outro lado, a partir de 14 semanas, é possível tirar um visto que te dá direito a trabalhar enquanto estuda. Neste caso o visto te permite trabalhar até 20h semanais.

2 – Defina a data embarque para seu intercâmbio na Nova Zelândia.

Muita gente talvez não saiba mas essa escolha impacta diretamente no custo do intercâmbio já que em algumas épocas do ano a acomodação acaba ficando mais cara, assim como acontece nas viagens de turismo. Outro ponto que é impactado diretamente pelo planejamento da data de embarque, é o tempo gasto para emissão do visto. Um visto de estudante, por exemplo, leva – no mínimo – 90 dias para ser emitido. Por isso planeje com antecedência suas datas de embarque para não prejudicar o seu intercâmbio.

3 – Defina a escola onde você vai estudar na Nova Zelândia

A oferta de boas escolhas na Nova Zelândia é grande e a variação de preço também. Além disso, uma prática comum é o desconto por tempo de contrato, ou seja, quanto maior o período de curso que você fechar com a escola, maior é o desconto final. Uma desvantagem é que as escolas não aceitam parcelamento, como acontece no Brasil, por isso você precisa pagar 100% do custo do curso para conseguir a liberação da documentação para emissão do seu visto. Deste modo é importante ter em mente que você precisa conciliar muito bem o custo-benefício na hora de escolher a escola para poder viabilizar seu intercâmbio na Nova Zelândia.

4 – Defina a cidade onde você vai estudar na Nova Zelândia

Como em qualquer lugar do mundo, cada cidade na Nova Zelândia é mais forte em algum setor. Se você escolhe ir para uma cidade forte em turismo – como Queestown – é mais provável que a oferta de empregos seja nesse setor. Já a cidade de Christchurch é uma cidade com maior demanda para a área de construção enquanto Auckland tem uma maior oferta para trabalhos na área de tecnologia da informação. Por isso é importante entender seus objetivos com seu intercambio para poder definir a melhor cidade para te receber.

 

5 – Defina o quanto você quer investir para seu intercâmbio na Nova Zelândia.

É importante você ter em mente o valor que está disposto a investir porque só assim você vai conseguir definir claramente o tipo de moradia, a escola e a cidade para onde você vai (dentre outros pontos). Além dos custos que já falamos aqui você ainda tem custos adicionais como passagem, material, seguro-saúde, taxa de emissão de visto etc. Dessa forma é muito importante você ter bem definido o quanto você quer investir em seu intercâmbio para que a agência possa te dizer exatamente se o valor que você tem é suficiente para o que você deseja ou se precisarão ajustar alguma coisa do seu roteiro.

Add Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: