Reabertura de fronteiras para brasileiros

A entrada de brasileiros já está permitida em alguns países e listamos, para você, quais são eles e suas eventuais exigências. Mas já fique ligado, a maioria exige o resultado negativo do exame PCR para a detecção da Covid-19.

EUROPA

Albânia: a única exigência até o momento é o uso de máscaras em locais públicos.

Croácia: brasileiros podem viajar a negócios ou turismo ao país desde que apresentem uma razão relevante. Os turistas devem apresentar a confirmação de reserva (já paga) em um hotel.

Irlanda: é obrigatória a quarentena por 14 dias.

Kosovo: apesar de não apresentar restrições, é recomendável que os turistas tenham feito o teste até 5 dias antes da viagem.

Macedônia: é necessário o uso de máscaras em locais fechados e não pode haver circulação em grupos de mais de 2 pessoas em locais públicos fechados.

Reino Unido: os turistas deverão cumprir uma quarentena obrigatória por 14 dias.

Sérvia: a única exigência até o momento é o uso de máscaras em locais públicos.

Turquia: não existem exigências, mas os viajantes podem ser submetidos a checagem de temperatura.

Ucrânia: os turistas deverão permanecer 14 dias em quarentenas, além de portarem um seguro saúde que cubra eventuais despesas médicas.

AMÉRICA DO SUL

Equador: os visitantes deverão apresentar um teste negativo emitido até 72 horas antes da chegada e permanecerem em quarentena obrigatória por 14 dias.

AMÉRICA DO NORTE

Bahamas: viajantes com mais de 10 anos de idade devem apresentar um teste negativo para a COVID-10, o qual deve ter sido realizado até 10 dias antes da viagem. Também é necessário preencher um formulário que autoriza a entrada no país (Travel Health Card). Após a chegada ao país, deve usar máscara. Para maiores informações, acesse o site oficial.

Bermudas: Dentro de 48 horas da partida, os viajantes devem preencher um formulário de autorização de viagem e pagarem uma taxa de USD 75 que cobrem os custos dos testes que serão feitos no 3º,7º e 14º dia da estadia. Também devem apresentar um teste negativo para o coronavírus realizado de preferência, até 72 horas antes da viagem. Mas serão aceitos resultados em até 5 dias antes do embarque. Durante a permanência na ilha, deverão medir a própria temperatura duas vezes ao dia e informá-la no portal online, além de utilizar máscara em locais públicos. Para consultar maiores informações e reabertura de hotéis e resorts, acesse aqui.

Jamaica: todos os viajantes devem obter uma Autorização de Viagem e alguns poderão ser submetidos a um teste na chegada, mesmo se tiver o resultado negativo de um teste anterior.

México: a única exigência até o momento é a utilização de máscaras em locais públicos.

República Dominicana: os viajantes deverão preencher um formulário de Declaração de Saúde. Aqueles que apresentarem temperatura acima de 38°C na sua chegada deverão fazer um teste rápido, além de quarentena e tratamento.

São Vicente e Granadinas: se não possuir um teste negativo feito 48 horas antes do voo, os turistas deverão fazer um teste na chegada e permanecer no hotel até o resultado.

Santa Lúcia: é necessário apresentar um teste negativo para a Covid-19, realizado no máximo, 48 horas antes do voo.

Ilhas Turcas e Caicos: a única exigência até o momento é o uso de máscaras em locais públicos.

ÁSIA

Camboja: o país reabriu suas portas, mas com alguns exigências bem rígidas, como o depósito de USD 3000 para cobrir eventuais despesas de saúde, se necessário. Ao chegar ao aeroporto, terão que ir para centros realizarem um novo teste e só serão liberados quando o resultado sair. Se você tiver o azar de estar no mesmo voo que um paciente com o vírus, terá que ficar de quarentena no hotel por 14 dias, além de pagar USD 100 por teste e USD 84 por dia para os serviços médicos, refeições e lavanderia especial do hotel.

Emirados Árabes Unidos (Dubai): Os turistas deverão apresentar um teste negativo para a Covid-19 realizado em até 96 horas antes do embarque. Também é necessário um seguro saúde, inclusive que cubra as despesas em casos de COVID-19. Também foi criado um aplicativo, chamado Covid-19 DXB que registra a quantidade de casos no país.

Líbano: visitantes originários de países com alto número de casos deverão apresentar teste negativo para a Covid-19 realizado até 72 horas antes da partida ou fazer um na sua chegada.

Maldivas: as ilhas desabitadas já reabriram e a previsão é que as ilhas habitadas reabram no dia 1° de Agosto. A única exigência é a utilização de máscaras em locais públicos.

ÁFRICA

Egito: brasileiros que possuem o visto para visitar o país estão autorizados a entrar. Devem possuir um seguro saúde que cubra eventuais despesas médicas e preencher um “Formulário de Saúde” na chegada.

Tanzânia: a única exigência até o momento é o preenchimento de um documento da vigilância sanitária durante o voo.

AMÉRICA CENTRAL

Antígua e Barburda: aqueles que desejam visitar as ilhas devem apresentar um teste negativo para o COVID-19, além de utilizarem máscaras nos locais públicos. O teste deve ser emitido 48 horas antes da chegada. Os turistas que não o fizerem, terão que fazer um assim que aterrissarem e ficarem em isolamento por 14 dias.

Barbados: o aeroporto Internacional reabriu no dia 12 de Julho. Os turistas devem preencher um formulário até 24 horas antes da viagem e também apresentar um teste negativo feito até 72 horas antes do embarque ou fazê-lo na chegada.

Belize: A previsão de reabertura para turistas internacionais é no dia 15 de Agosto, os quais deverão apresentar um teste negativo feito até 72 horas antes do embarque ou fazê-lo na chegada. Também estarão sujeitos a checagem de temperatura no aeroporto e deverão baixar o aplicativo Belize Health App.

OCEANIA

Polinésia Francesa: quem deseja visitar essas ilhas paradisíacas deverão apresentar um teste negativo para Covid-19 emitido até 72 horas antes do embarque. Além disso, deverão portar um seguro saúde que cubra eventuais despesas médicas. Após o 4° dia de estadia, os turistas, aleatoriamente, estarão sujeitos a realizar testes.

Gostou? Então já pode preparar a sua mala!

Para atualizações e demais informações, consulte o site oficial do governo do país de destino ou converse com um de nossos consultores.

*Informações obtidas para esse post em Julho/2020. Sujeitas a alterações.

Gostou? Precisa de alguém pra ajudar a planejar sua viagem?

Clique aqui e fale agora mesmo com a gente!

Add Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: