Intercâmbio: Por quanto tempo ficar?

Já escolheu o tipo de intercâmbio, o destino, mas ainda está em dúvida em qual deveria ser a duração ideal? Fizemos este post para te ajudar a resolver essa questão.

O tipo de intercâmbio, a sua necessidade, disponibilidade e o seu principal objetivo para fazê-lo são alguns dos fatores que impactam diretamente no tempo que você deve permanecer no exterior.

Um dos primeiros fatos que devem ser considerados é o seu nível de fluência no idioma a ser estudado. E a evolução na língua vai depender da carga horária do curso e do seu empenho nos estudos. Mas vale ressaltar que cada pessoa tem o seu próprio tempo de aprendizado. Quem tem um conhecimento básico, o recomendado é fazer um intercâmbio de pelo menos 24 semanas. Mas se o seu nível já for a partir de intermediário, o ideal é por volta de 12 semanas de curso.

Em relação à disponibilidade, ao contrário do que muitos pensam, um intercâmbio não precisa ser tão longo. A duração mínima de um curso de idiomas é apenas 2 semanas. Então por que não aproveitar as férias para fazer um?

Já o objetivo está relacionado com o tipo de intercâmbio que deseja fazer. O mais procurado é o de curso de idiomas, mas como já falamos acima, a duração é bem flexível. Porém outras opções, tem um tempo ideal, conforme listamos abaixo:

Voltado para adolescentes entre 15 e 18 anos, o High School (Ensino Médio no exterior) pode durar um semestre ou um ano acadêmico. E diferente do que muitos pensam, não é necessário ter nível avançado do idioma. Algumas escolas oferecem a opção de Mini High School, que permite que os alunos frequentem as aulas com os nativos, mas por apenas algumas semanas.

O programa que permite trabalhar durante o curso é uma das principais escolhas para quem tem mais de 18 anos. A duração do curso vai depender do país escolhido. Mas em geral, é o próprio estudante que procura o emprego e o salário não cobre todo o valor investido da viagem, mas ajuda com as despesas pessoais no país. Confira abaixo alguns detalhes dos principais destinos dessa modalidade de intercâmbio:

  • Irlanda: Para a permissão de trabalho, você deve estar matriculado por no mínimo 25 semanas em um curso de idiomas. Além do período do curso, o intercambista pode ficar mais 8 semanas de férias no país.

  • Canadá: Diferente dos outros destinos, para conseguir a permissão de trabalho, você deve estar fazendo um curso profissionalizante de no mínimo 26 semanas para poder trabalhar no país. Além disso, o aluno deve ter conhecimento pelo menos intermediário de inglês. Se você ainda está no nível básico, pode fazer curso de idiomas até atingir o nível necessário para iniciar o curso vocacional.

  • Austrália e Nova Zelândia: se matriculando em um curso de no mínimo 14 semanas, você poderá trabalhar simultaneamente ao curso por até 20 horas semanais. Os cursos podem ser de inglês ou vocacional em diversas áreas.

Também tem o programa de Au Pair, o qual oferece à jovens mulheres uma experiência de trabalho e estudo com duração de até 12 meses. As participantes moram na casa de uma família, cuidam das crianças, aprendem outro idioma e ainda podem fazer um curso (a au pair é quem escolhe o curso).

De qualquer forma, é importante consultar um especialista em intercâmbio para fazer uma boa escolha e explorar as outras opções de intercâmbio disponíveis. A True Experience possui um time de consultores com uma vasta experiência para te ajudar em todos os aspectos da sua viagem. Entre em contato, estamos sempre dispostos à te atender!

Gostou? Precisa de alguém pra ajudar a planejar seu intercâmbio?

Clique aqui e fale agora mesmo com a gente!

Add Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: