Conheça alguns países que possuem vistos para Nômades Digitais

O home office está em alta há algum tempo, porém a pandemia fez com que essa prática fosse adotada por diversas empresas anteriormente resistentes a esta modalidade de trabalho. Isso contribuiu para que alguns países lançassem programas de visto para atrair os nômades digitais. Mas afinal, o que é um nômade digital?

Nômade digital é um profissional que trabalha de forma remota. Isso faz com que não precise morar na mesma cidade do escritório de sua empresa. Com isso, ele pode viver temporariamente em qualquer lugar do mundo, desde que tenha uma boa conexão à internet.

Embora muitas pessoas pensem que o nomadismo digital é possível apenas à profissionais da web ou freelancers, o avanço da tecnologia e das ferramentas de comunicação – como Zoom, Telegram, WhatsApp, Skype – faz com que esse estilo de vida possa ser adotado para praticamente qualquer profissão.

Os destinos mais escolhidos são os que possuem uma boa infraestrutura e custo de vida baixo. O ideal é escolher um local mais tranquilo, mas que supra as suas necessidades de trabalho e te proporcione uma qualidade de vida melhor. Em algumas cidades, como Chiang Mai, Florianópolis, San Diego e Budapeste, existem uma verdadeira comunidade de nômades digitais. Em razão disso, foram criados diversos espaços de coworking nelas.

Acompanhando essa tendência mundial e buscando aquecer a sua economia e seu turismo, alguns países que conseguiram controlar a pandemia de forma bem-sucedida, lançaram programas bem atrativos para os nômades digitais que desejam morar em suas terras por um período sem tirar o emprego da população local. Além disso, quanto maior a permanência do turista, menor o risco de disseminação do vírus.

Então chega de suspense! Descubra abaixo alguns países que podem tornar o seu próximo local de trabalho.

Estônia

É um dos três países Bálticos e está localizada na Europa Setentrional. A tecnologia é bastante desenvolvida no país, levando-o a ser conhecido como e-Estônia. Por exemplo, 99% dos seus serviços públicos são disponibilizados pela internet. Toda essa modernidade, fez com que ela fosse a pioneira na criação de um visto de trabalho destinado aos nômades digitais. Inclusive, ela já possuía um programa de residência digital (e-Residency), que oferece aos empreendedores estrangeiros a possibilidade de abrir uma empresa na União Europeia sem estar fisicamente presente. Agora com o novo visto, os trabalhadores poderão viver legalmente no país por até 12 meses.

Para solicitar o visto de nômade digital, o candidato deve pagar a taxa de 100 euros, comprovar que possui seguro saúde e demonstrar renda mensal de pelo menos 3,5 mil euros nos 6 meses anteriores a sua chegada. O objetivo é atrair de forma permanente os novos talentos, através da renovação do visto ou solicitação de residência permanente.

Ilhas Bermudas

O arquipélago localizado entre a Flórida e Porto Rico, é composto por dezenas de ilhas, que formam o intrigante triângulo das Bermudas. Clima agradável, praias limpas, mar azul e tranquilo são algumas características desse paraíso do Oceano Atlântico. Nada mal viver em um lugar assim, não é mesmo? E o melhor, que são poucos os requisitos para isso se tornar realidade.

O visto permite 12 meses de permanência no país para quem deseja trabalhar ou estudar remotamente. Além de pagar a taxa de 263 dólares, é preciso ter mais de 18 anos, possuir um seguro de saúde válido, provar o vínculo empregatício ou a matrícula em uma instituição de ensino superior, além de demonstrar renda suficiente para se manter (não existe um valor estipulado). Para mais informações, consulte o site oficial da iniciativa.

Barbados

Localizado no Caribe, mais especificamente nas Pequenas Antilhas, na América Central, é um país pequeno. As ilhas mais próximas são Trindad e Tobago, e São Vicente e Granadinas. Possui uma rica vida marinha, sendo um ótimo lugar para mergulho, snorkel e nadar com as tartarugas.

O seu programa é chamado de Welcome Stamp. A estadia também é de 12 meses, porém o seu valor é bem mais salgado. Os solicitantes do visto devem pagar uma taxa de 2 mil dólares por pessoa ou 3 mil dólares para família (cônjuge e filhos menores de 26 anos), além de ter renda anual mínima de 50 mil dólares. Quer saber mais? Clique aqui.

Geórgia

Banhado pelo Mar Negro, esse pequeno país do Cáucaso, está situado na Euroásia (área limítrofe entre a Europa e a Ásia). É um país pouco visitado por brasileiros, mas merece que a sua visita. Os georgianos são muito hospitaleiros, a gastronomia é rica e é um destino barato.

E agora, ele também possui um visto para trabalhadores remotos! Você deve apresentar um certificado empregatício, um seguro de vida com cobertura de pelo menos 6 meses e uma carta de consenso para ficar de quarentena por 14 dias. A aplicação é online, neste site.

Alguns países, como Portugal, México e República Tcheca também possuem vistos específicos para freelancers. E com a ascensão do Home Office, várias nações agora estudam a possibilidade de lançar permissões de residência temporária para estrangeiros.

Aposto que depois dessa leitura você também vai querer se tornar um nômade digital. Então conta para a gente, qual país seria a sua escolha?

 

Gostou? Precisa de alguém pra ajudar a planejar sua viagem?

Clique aqui e fale agora mesmo com a gente!

Add Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: