Voar em tempo de COVID: É possível?

Embora ainda não tenhamos uma previsão concreta do fim da pandemia, desde Julho, a frequência de voos e número de passageiros transitando em aeroportos está aumentando gradativamente. Entretanto, apesar das novas medidas de higiene e segurança adotadas pelas companhias aéreas e aeroportos, muitas pessoas ainda estão se sentindo inseguras em fazer uma viagem de avião.

Diante esse cenário, vamos apresentar quais são as recomendações dos órgãos de saúde e quais cuidados os passageiros devem ter para realizar uma viagem segura.

 

Antes da viagem:

Recomenda-se que os passageiros façam o check-in online nos sites ou aplicativos das companhias aéreas. Caso você esqueça ou não seja possível, o atendimento presencial no balcão da companhia está funcionando. Os funcionários estão equipados com luvas, máscaras e normalmente, os balcões possuem uma proteção acrílica.

Não esqueça a sua máscara! Agora o seu uso é obrigatório durante toda a viagem, desde a chegada ao aeroporto até o desembarque no destino. A exceção se aplica à crianças menores de 3 anos e passageiros contraindicados pelo profissional de saúde ou que estejam impossibilitados de utilizar a máscara em razão de problema respiratório, transtorno espectro autista, deficiência intelectual ou transtorno psicossocial.

Você pode levar o seu álcool em gel na bagagem de mão. Mas atenção aos tamanhos permitidos! A embalagem não pode ultrapassar 500 ml em voos domésticos e 100 ml em voos internacional. Já o álcool líquido não é permitido.

Se prepare para sair um pouco mais cedo de casa. Devido aos novos controles sanitários, algumas companhias aéreas recomendam que chegue com uma maior antecedência aos aeroportos. Consulte a recomendação no site da empresa.

Para viagens nacionais, com exceção à Fernando de Noronha, não é necessário apresentar um exame com resultado negativo ao Covid-19. Porém, muitos países estão exigindo o teste RT-PCR. Então, caso a sua viagem for internacional, consulte as regras com a sua companhia aérea com pelo menos 5 dias antes da sua viagem.

No aeroporto:

Lembre-se de manter o distanciamento social o tempo todo. Por isso, evite aglomerações! Na hora do embarque, aguarde o seu grupo ser chamado para se posicionar na fila e posicione a uma distância segura do passageiro à sua frente.

Ainda não existe uma obrigatoriedade a fazer medição de temperatura dos passageiros, porém alguns aeroportos e companhias aéreas estão fazendo através de câmeras termográficas ou individualmente. A Anvisa recomenda que caso algum passageiro apresente temperatura superior a 37,8°C, ele deverá se dirigir ao posto médico do aeroporto antes de seguir a viagem.

Na maioria dos aeroportos, suas lojas e restaurantes estão abrindo. Mas podem estar com um horário diferenciado de funcionamento.

Lembre-se que malas inferiores a 10 kg e que estão dentro do limite de dimensões permitidas (geralmente 55cm x 35 cm x 25 cm), podem ir contigo dentro do avião e por isso não precisam ser despachadas.

Prefira se deslocar por escadas e rampas. Elas são localizadas em espaços mais abertos e com maior circulação de ar. Use o elevador apenas se necessário e respeite as instruções de segurança, além de higienizar frequentemente as suas mãos.

Durante o voo:

Todas as empresas brasileiras afirmam que intensificaram o processo de higienização das cabines a cada novo voo. Estão utilizando desinfetantes de uso hospitalar e aprovados pela Anvisa em todos os locais que os clientes possam ter tido contato na aeronave, como assento, apoio de cabeça e braços, mesa de apoio, cinto de segurança, bagageiros de cabine e outros.

Se a sua principal insegurança ao pegar um voo está relacionada ao tempo que fica “confinado” em um ambiente fechado, você pode viajar sem medo. Apesar de um ambiente sem ventilação, o ar interno das aeronaves é trocado constantemente. O filtro HEPA, presente no sistema de ar condicionado, renova o ar em um intervalo de poucos minutos e consegue extrair até 99,9% das partículas microscópicas, incluído os vírus e bactérias existentes.

Evite aglomerações no corredor. Sente-se no lugar que lhe foi designado e levante apenas se for necessário. Dentro da aeronave não há restrições em relação ao uso do banheiro. Mas lembre-se, que ele é um local de maior contágio, por isso, permaneça de máscara, lave bem as suas mãos e evite colocar as mãos no rosto enquanto estiver lá dentro.

Cada companhia aérea adotou uma medida diferente em relação ao serviço de bordo durante a pandemia. Mas todos os comes e bebes estão vindo mais embalados e são higienizados antes de entrarem na aeronave. Para evitar que os passageiros retirem suas máscaras dentro do avião, algumas companhias, como a Azul e a Gol, estão distribuindo os seus lanches apenas no desembarque.

Em voos, principalmente nos longos, é importante se manter hidratado. Então, se precisar retirar a máscara por este ou outro motivo, não se esqueça de higienizar as suas mãos antes e na hora de recolocá-la novamente. E neste período, evite contato com a tripulação e demais passageiros.

Siga as instruções da tripulação no momento do desembarque. Se for retirar bagagem na esteira, mantenha distância dos outros passageiros.

Sigam nossas dicas e tenha uma boa e segura viagem! E para consultar demais restrições e regras, entre em contato com o seu agente de viagem ou com a própria companhia aérea.



Gostou? Precisa de alguém pra ajudar a planejar sua viagem?

Clique aqui e fale agora mesmo com a gente!

Add Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: